Pesquisar

Chuva de sábado trouxe um tempero extra para a segunda noite de Fescaf e Amazônia Food

Chuva de sábado trouxe um tempero extra para a segunda noite de Fescaf e Amazônia Food

Segundo dia

Chuva de sábado trouxe um tempero extra para a segunda noite de Fescaf e Amazônia Food

Segunda noite de Fescaf e Amazônia Food

Segunda noite Fescaf 2023. Foto: ASCOM

Depois de uma primeira noite que superou todas as expectativas, era grande a expectativa para segundo dia de evento. Mas, o que parecia que iria frustrar a segunda noite do Fescaf e Amazônia Food, na verdade serviu para aguçar ainda mais a expectativa do público. Que, mesmo com o atraso de uma hora, permaneceu firme, aguardando as condições climáticas melhorarem.

E, depois de aguardar, os artistas e participantes puderam novamente mostrar seus talentos, e preparar os deliciosos pratos ao público. “Fiquei encantada com tudo que vi aqui. Os participantes do festival de música deram um show. O Amazônia Food também não ficou atrás. Tudo foi muito bem organizado. Achei que a chuva iria atrapalhar”, afirma Paula dos Santos Moraes, 25 anos, moradora do bairro Cidade Alta.

Para o proprietário do Barella’s Restaurantes, Jaime Barella, ao realizar a primeira edição da Amazônia Food, a Administração Municipal, mostra que está buscando criar mecanismos de incentivo ao turismo gastronômico. “É um grande incentivo para mostrar nosso padrão de qualidade. É a primeira edição, e o público está participando. O incentivo da prefeitura é muito importante para nós. A prefeitura está se dedicando em criar estratégias para fortalecer o turismo”, afirma.

Amazônia Food. Fortalece a gastronomia no 34º Fescaf

A Diretora de Turismo, Geiziana Nunes, explica que existem várias vertentes dentro do turismo, e o turismo gastronômico é uma delas. “Gastronomia também é uma atividade de turismo. Fortalecer a gastronomia é importante para fortalecer o turismo. Fortalecer esse segmento também é fortalecer a economia local, através da geração de emprego e renda”, lembra.

Assim como já é uma realidade no turismo de observação de aves que atraem em média 6.988 pessoas por ano para Alta Floresta, que geram um faturamento médio superior a 30 milhões de diárias comercializadas, também há um trabalho de fortalecimento do turismo gastronômico para Alta Floresta, e oa Amazônia Food é uma iniciativa nesse sentido.

Barella’s Restaurantes, na primeira edição da Amazônia Food

O turismo também é grande potencial, impulsionado pela exuberância e diversidade da Amazônia mato-grossense. Sejam eles os amantem da pesca esportiva e turismo de contemplação com especial destaque a observação de pássaros.

O prefeito Chico Gamba lembra que Alta Floresta possui muitos talentos, inclusive, dentro do universo da gastronomia. “Somos ricos em talentos. Aqui tivemos a oportunidade de observar a quantidade de cores e sabores que fazem parte da nossa gastronomia. A Amazônia Food vem para impulsionar tudo isso. É uma primeira edição, mas que venha outras várias, e é precisar melhorar a cada edição”, finaliza o prefeito.

Receba as notícias do Nativa News no seu WhatsApp.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Imprimir

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br