Regional

12/01/2022 05:39

MPT e Justiça do Trabalho apoiam projetos de inclusão digital e incentivo ao esporte em Peixoto de Azevedo

Em recente destinação, a Procuradoria do Trabalho no Município de Alta Floresta e a Justiça do Trabalho contemplaram duas escolas municipais

O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso e a Justiça do Trabalho destinaram cerca de R$ 81 mil para dois projetos desenvolvidos no município de Peixoto de Azevedo, no norte de Mato Grosso, a 800km de Cuiabá. A primeira destinação, no valor de R$ 56 mil, vai beneficiar a Escola Municipal Dom Hélder Câmara e possibilitar a ampliação do laboratório de informática. A segunda, de R$ 25,2 mil, contemplará a Escola Municipal Vida e Esperança, viabilizando a compra de materiais esportivos para crianças e adolescentes.

O projeto “Viva o Esporte e o Bem-estar Social”, apresentado pela Escola Municipal Vida e Esperança, visa a atender 300 alunos, com idade entre 4 e 14 anos, durante o contraturno escolar. Serão adquiridos equipamentos para a prática de diversas modalidades esportivas desenvolvidas nas dependências da escola.

De acordo com o projeto apresentado, a iniciativa busca promover atividades saudáveis e de socialização entre os alunos, além de incentivar a inclusão, a melhoria da autoestima e o convívio comunitário. “A educação e o esporte devem estar interligados. É de suma importância proporcionar oportunidades para a prática esportiva nas escolas, visto que a universalização do esporte dá oportunidade aos alunos de vivenciarem experiências esportivas, recreativas e de lazer, que poderão contribuir significativamente com o processo de formação integral das crianças, jovens e adolescentes que se encontram na comunidade.”

Já a Escola Municipal Dom Hélder Câmara conseguirá adquirir 20 computadores, uma impressora e um data show. Segundo o projeto, a unidade de ensino conta atualmente com apenas 10 computadores em funcionamento para atender 900 alunos, divididos em 38 turmas. “O número é muito abaixo para atender os alunos, já que sentam apenas três alunos por máquina para realizar as atividades solicitadas pelos professores."

Localizada no Bairro Bela Vista, a escola oferece educação infantil e ensino fundamental completo e deve, conforme enfatiza na solicitação, preparar e capacitar os educandos para as transformações que o mundo vem sofrendo, promovendo a inclusão digital. “A ampliação do laboratório abrirá um leque de possibilidades didático-pedagógicas para este estabelecimento de ensino, proporcionando um ambiente facilitador, instigante e motivador para a reflexão crítica, buscando conhecimento e a aprendizagem sucessiva independente dos alunos.”

As destinações foram autorizadas no dia 9 de dezembro pela Vara do Trabalho de Peixoto de Azevedo. Os valores são oriundos de um acordo judicial firmado com um frigorífico de Matupá. A empresa realizou o pagamento de indenização por danos morais coletivos após ser acionada pelo MPT na Justiça do Trabalho em razão da verificação de irregularidades trabalhistas.

A procuradora do Trabalho Juliana de Oliveira Gois, do MPT em Alta Floresta, comentou a importância das destinações. "As destinações realizadas pelo MPT promovem grande impacto social e melhorias na realidade da comunidade local, demonstrando a relevância da atuação do MPT."

ACPCiv 0000186-31.2017.5.23.0141


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo