Regional

09/06/2021 05:31 Estadão Conteúdo

Menores aplicavam golpe do motel com apoio de policiais investigados em operação

"Normalmente o grupo atuava com o emprego de arma de fogo [...] as ações consistiam em apreender entorpecentes, extorquir traficantes para não serem presos além de outras extorsões de golpistas e ainda extorsões envolvendo menores de 18 anos com clientes em motéis (golpe de motel)", é o que afirma uma denúncia apresentada pelo Ministério Público de Mato Grosso (MP-MT) contra 25 pessoas entre policiais civis e militares que foram presos na operação Renegados.

Segundo o MP-MT, além de extorquir traficantes e pessoas com problemas criminais, o grupo ainda  realizava a exploração sexual de menores de idade. Ananias Santana da Silva, que foi um dos delatores durante as investigações afirmou que adolescentes eram 'contratadas' para atraírem homens para o motel, onde eles acabavam tomando bebida misturada com medicamento e acabavam perdeno a consciência no chamado golpe 'boa noite cinderela'.

O intuito da quadrilha segundo o colaborador Domingos Sávio Alberto de Santana era extorquir as vítimas por exploração sexual e outros crimes imputados a elas. Na denúncia que foi aceita pela juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça, o MP detalha que após os encontros, as vítimas eram rastreadas com dispositivos acoplados nos veículos dos possíveis ‘alvos’ escolhidos pelo bando.

Por fim, o MP imputa ao grupo a prática de pelo menos 12 ações criminosas. Dos 25 detidos na operação Renegados, apenas uma pessoa conseguiu liberdade, enquanto as demais permanecem detidas.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo