Regional

27/04/2021 07:18 VIVIANE MOURA

Juiz de MT é indicado para vaga no Supremo Tribunal Federal

Nota de apoio foi emitida pelo presidente da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais, juiz Magid Nauef Láuar, para cadeira do ministro Marco Aurélio, que se aposenta em 12 de julho.

O juiz da Vara Especializada da Fazenda Pública de Sinop (503 km de Cuiabá), Mirko Vincenzo Giannotte, está cotado para ocupar a vaga que será aberta no Supremo Tribunal Federal (STF), com a aposentadoria do Ministro Marco Aurélio Mello.

Em nota oficial divulgada nesse domingo (25), o magistrado recebeu o apoio do presidente da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages), juiz Magid Nauef Láuar.

“Entre alguns nomes que despontam na sucessão referenciada, contemplamos, até aqui, o apoio ao nome do juiz de Direito Mirko Vincenzo Giannotte, pertencente ao quadro de dirigentes da Anamages como Conselheiro Representante do Estado do Mato Grosso”, referendou.

O presidente da entidade defendeu que a indicação presidencial deve ser direcionada a um dos integrantes da Justiça dos estados da federação, para que a Suprema Corte possa ter entre seus integrantes um julgador preparado e conhecedor da realidade jurisdicional.

 Além de manifestar a predileção por Giannotte, o magistrado indicou o nome ao presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmando que confia na seriedade da escolha, que certamente levará em consideração a apreciação do nome apontado dentre os magistrados estaduais.

Polêmica

Mirko Vincenzo Giannotte ficou conhecido nacionalmente após receber em 2017 mais de R$ 500 mil, em salário. À época, o magistrado gerou polêmica, ao afirmar à revista Veja “não está nem aí” com a repercussão negativa em torno de seu contracheque e que o pagamento “é justo, dentro da lei”.

Em valores líquidos, o holerite do juiz ficou em R$ 415.693,02. O dinheiro caiu na conta de Mirko no dia 20 de julho, data de seu aniversário de 47 anos.

“Foi um belo presente, uma coincidência”, declarou o magistrado ao jornal O Globo.

Aposentadoria

O ministro do STF, Marco Aurélio Mello, informou à presidência da Corte, em março, que vai se aposentar em 5 de julho.  O decano (ministro mais antigo) do Supremo se aposentaria compulsoriamente no dia 12 de julho, ao completar 75 anos.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo