Regional

04/05/2017 18:28

Universitária desaparecida há 24h é encontrada em Chapada

A estudante de Arquitetura, Kedma Fonseca de Oliveira, 23 anos, desaparecida desde a noite ontem foi localizada na tarde desta quinta-feira (4). A informação foi confirmada por seus familiares. 

Desde a noite de ontem, uma campanha nas redes sociais foi iniciada para procurar a jovem. Um depoimento feito pela moça se despedindo dos pais em uma rede social causou uma grande repercussão.

Segundo seus familiares, a estudante estava na casa de um casal de amigos em Chapada e está bem. Porém, esta versão ainda não foi confirmada pelo setor de desaparecidos da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Algumas informações dão conta de que a jovem estava na região do Portão do Inferno, na rodovia MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

Kedma saiu de sua casa na região do bairro Jardim Vitória pela noite para ir a academia e não retornou. Ela postou uma “carta de despedida” na rede social Facebook pedindo desculpas e se despedindo dos pais, acabou chamando a atenção de vários amigos, que passaram a compartilhar a mensagem várias vezes.

"Mamãe, eu [estou] decepcionada comigo. Nunca imaginei poder fazer uma coisa dessas. Mas mãe, é mais forte que eu. (...) Sabe mamãe, o que me faz tomar essa decisão é que talvez eu veja novamente minha outra filha, a Alice. Nossa, só Deus sabe o quanto sinto a data dela. Ah queria tanto terminar minha faculdade, dar esse orgulho pra senhora e para o Papai. Me perdoe”,

Nesta manhã, o seu pai esteve na Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) registrando um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento. Pela madrugada, os seus familiares chegaram a receber uma ligação informando que a moça havia tentado se jogar na frente de um carro em movimento. 

TRAIÇÃO

A mãe da jovem afirmou que a filha desconfiava que a irmã estava se relacionando com o ex-marido, pai de sua filha de 10 meses. "Minha filha estava desconfiada de uma relação entre o ex-marido e a irmã, mas era tudo da cabeça dela. Não tinha razão para ciúmes. Não sei por que ela agiu dessa forma. Talvez tenha ocorrido uma discussão entre eles declarou por telefone, ao jornal EXTRA, a mãe da jovem, Heslla Oliveira, de 45 anos.

De acordo com Heslla, a irmã de Kedma costuma ajudar a cuidar da filha dela, de 10 meses, e a relação amigável com o pai da criança teria motivado uma discussão entre as duas.

CARLOS DORILEO /FOLHA MAX


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo