Regional

08/02/2017 10:19

Deputado Romoaldo garante apoio à palestra 'O Sonho de Laura: o robô que salva vidas'

O deputado Romoaldo Júnior (PMDB) garantiu apoio à palestra "O Sonho de Laura: O robô que salva vidas", que será ministrada hoje (7), às 19h30, no auditório do Hospital de Câncer em Cuiabá. O evento trata da experiência vivida pelo analista de sistema Jacson, que, após perder a filha Laura aos 18 dias de vida, vítima de septicemia, vendeu tudo o que tinha e começou a estudar sobre a sepse. Passou nove meses trabalhando como voluntário no hospital em que a filha faleceu para descobrir quem era o culpado pela morte da bebê.

A sepse é uma infecção silenciosa e uma das principais causas de morte hospitalar em todo o mundo. Diante desse quadro, como forma de contribuir para a redução da mortalidade, Jacson oferece a palestra de forma gratuita, com vagas limitadas. A sociedade civil é convidada a participar, independetemente da aéra de atuação profissional. Antes, porém, às 14h30, o palestrante fará uma coletiva de imprensa no Hotel Paiaguás (localizado na Av. do CPA, em Cuiabá) para explicar sobre a tecnologia empregada na construção do robô.

História - Jacson é um analista de sistema que, com a perda da sua filha recém-nascida, vendeu tudo o que tinha e começou a estudar sobre a sepse. Passou nove meses trabalhando como voluntário no hospital onde a bebê faleceu para descobrir quem era o culpado pela morte.

Com todos os conhecimentos adquiridos, ele teve a ideia de criar um sistema onde pudesse diagnosticar a sepse. Assim, ele criou o robô Laura, que utiliza a tecnologia cognitiva. Ou seja, o software tem a capacidade de aprender analisando, entendendo e até conversando com áreas operacionais de todos os hospitais. Por ser um robô que aprende, ao receber os dados de pacientes antigos e o protocolo de diagnóstico da síndrome, Laura consegue alertar a equipe médica para começar o tratamento antes que a síndrome se agrave, diminuindo o risco de mortalidade.

Hoje, a septicemia atinge 2,5 milhões de brasileiros por ano. Dentro dessa conta, cerca de 250 mil acabam morrendo. No mundo, ela mata uma pessoa a cada 1 minuto e meio. Jacson vem a Mato Grosso para dar uma palestra para todos os profissionais da área da saúde, hospitais filantrópicos e particulares, mostrando que é possível combater as mortes por sepse.

De acordo com dados do Instituto Latino Americano de Sepse, a mortalidade no Brasil para a síndrome e choque é de 46%, em hospitais privados. O sonho de Laura, segundo o criador, é que esse número reduza a 5% até 2020 e, para isso, a ideia é que o robô Laura seja disponibilizado a todos os hospitais filantrópicos e privados do país.

O primeiro hospital a aderir à tecnologia foi o Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Em julho do ano passado, Laura foi conectada aos servidores da instituição e desde setembro analisa os registros de todos os pacientes no sistema do hospital.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

Logo

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo