Política

03/06/2022 06:59

Hospitais de Mato Grosso não podem ter salas de espera diferentes entre pacientes do SUS e privados

Com a nova Lei, instituições de saúde terão o prazo de até um ano para se adequarem.

Os hospitais do Estado de Mato Grosso, que mantêm convênios com o Poder Público, estão proibidos de organizar recepções e salas de espera diferenciadas para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) dos outros convênios, como planos de saúde ou particulares.

De autoria do deputado estadual Valdir Barranco (PT), a Lei nº 11.772, sancionada em maio, chega para acabar com a segregação. “Tal proposta se faz necessária tendo em vista que muitos hospitais de atendimento particular, que mantêm convênio com o poder público para o atendimento de pacientes do SUS, acabam oferecendo um serviço de forma desigual a esses pacientes. Inclusive, a maioria direciona a salas de recepção diferentes. Ocorre que esse tipo de situação acaba gerando constrangimento àqueles que dependem desse atendimento”, afirma.

Com a nova lei, o Poder Público, ao realizar contratos de convênios com os hospitais particulares, deverá inserir no contrato cláusulas impeditivas de atendimento diferente aos pacientes do Sistema Único de Saúde dos outros convênios como planos de saúde ou particulares.

A partir da sanção, as entidades conveniadas terão prazo de até um ano para promoverem a reestruturação necessária ao atendimento desta nova Lei.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo