Meio Ambiente

03/09/2021 17:00

Força Nacional combate crimes ambientais no Amazonas e em Mato Grosso

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o emprego de agentes da Força Nacional de Segurança Pública nos combates a queimadas e incêndios florestais no Amazonas e em Mato Grosso.

Publicadas no Diário Oficial da União de hoje (3), as portarias que tratam do envio de efetivos da tropa federativa para os dois estados estabelecem que os agentes empregados nas ações atuarão também em “atividades de defesa civil, defesa do meio ambiente e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade [segurança] das pessoas e do patrimônio”.

Assinada pelo ministro Anderson Gustavo Torres, a Portaria nº 363 estipula que, no Amazonas, os agentes atuarão até o dia 11 de novembro, nas cidades de Humaitá, Lábrea, Apuí e Boca do Acre.

Já em Mato Grosso, a Força Nacional atuará em todo o território estadual, até o dia 2 de outubro, conforme determina a Portaria nº 372. Nos dois casos, os prazos podem ser prorrogados, conforme a necessidade.

Guardiões do Bioma

Segundo a assessoria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, com as duas novas autorizações de emprego da Força Nacional, sobe para 17 o número de ações em que os agentes da tropa federativa estão participando na Amazônia Legal.

Parte destas ações integra a chamada Operação Guardiões do Bioma. Deflagrada no fim de julho, a operação é parte do Plano Estratégico Operacional de Atuação Integrada no Combate a Incêndios Florestais, cujo objetivo é combater crimes ambientais na Amazônia, Cerrado e no Pantanal, segundo demanda dos governos estaduais.

Coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, a operação conta com a participação dos ministérios do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Regional, Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal; Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), secretarias estaduais de Segurança Pública e do Meio Ambiente, além das polícias Militares e Corpos de Bombeiros dos estados.

De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, só durante o mês de agosto, os servidores que participam da Operação Guardiões do Bioma combateram mais de 5,5 mil incêndios florestais no Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. As ações integradas também resultaram, no mesmo período, na prisão de 237 pessoas acusadas pela prática de crimes ambientais.

Consultado pela Agência Brasil, o governo de Mato Grosso informou que o apoio da Força Nacional se soma aos esforços da chamada Operação Amazônia, que integra a ação de órgãos federais e estaduais para coibir crimes ambientais no estado – principalmente nos dez municípios mato-grossenses com maiores índices de desmatamento. 

“O governo de Mato Grosso solicitou apoio [da Força Nacional] para continuar um trabalho bem-sucedido de combate ao desmatamento ilegal, que ocorre desde o início do ano”, informou a secretária estadual de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, em nova enviada à reportagem. “O reforço da Força Nacional é importantíssimo para Mato Grosso. Contribuiu muito quando esteve no estado no mês de julho, onde alcançamos uma redução de 60% nos alertas de desmatamento em comparação com o mesmo mês do ano passado, intensificando a fiscalização nos municípios que mais desmatam. A expectativa é de que este trabalho conjunto possa nos auxiliar a combater de modo ainda mais efetivo o desmatamento ilegal, e a implementar a política de tolerância zero com os infratores".

Procurado, o governo do Amazonas ainda não se manifestou sobre a iniciativa.

Matéria alterada às 16h31 para acréscimo do posicionamento do governo de Mato Grosso.


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo