Geral

28/09/2021 05:26

Judiciário MT homenageia colaboradores no Dia Nacional dos Surdos e reforça inclusão e acessibilidade

A segunda-feira (27 de setembro) iniciou com uma grande homenagem do Poder Judiciário de Mato Grosso ao Dia Nacional dos Surdos. A equipe do Departamento Judiciário Auxiliar (Dejaux) fez questão de lembrar a data e de felicitar todos os colaboradores que trabalham no setor. O dia 26 é considerado o dia Nacional do Surdo e o próprio mês de Setembro como um todo é para a comunidade chamado de Setembro Azul. Esse é um momento para celebrar a comunidade surda e pensar mais sobre a inclusão dessas pessoas na sociedade.

 

É no departamento e secretaria auxiliar da vice-presidência que 40 colaboradores e colaboradoras surdos e surdas desenvolvem trabalho de digitalização de processos, com auxílio de intérpretes de Libras, responsáveis por garantir a interação e a comunicação no ambiente de trabalho. “Os surdos eram estrangeiros na própria pátria. Hoje podemos olhar a história construída aqui no Tribunal e ver onde chegaram. O que construíram ao longo desse período e isso realmente é algo que será lembrado por nossas gerações”, disse a servidora da divisão do Dejaux, Janaina dos Santos Taques.

 

E o reconhecimento traz consigo felicidade e emoção. “Eu amo trabalhar aqui no Tribunal de Justiça e essa é a primeira vez que sou lembrada e homenageada no Dia dos Surdos. Nem tenho palavras para descrever a gratidão e felicidades que sinto”, disse a colaboradora Emily Carla que respondeu a essa entrevista por meia da interprete Amanda Sousa Lopes.

 

Lucas Henrique também se sente parte da equipe e vê a inclusão no trabalho desempenhado no Dejaux. “Pra mim, trabalhar no Tribunal de Justiça é muito importante e essa interação entre ouvintes e surdos também. Prova que a sociedade está nos vendo e que as portas estão se abrindo cada vez mais. Tudo é possível quando se tem força de vontade”, comentou.

 

História - Em 26 de setembro de 1857 foi fundado no Rio de Janeiro pelo Imperador Dom Pedro II o Instituto Imperial de Surdos-Mudos. O professor francês Édouard Huet, também surdo, foi convidado a lecionar às crianças surdas como forma de integrar essas pessoas à sociedade. As aulas eram ministradas em Língua de Sinais Francesa, o que resultou em uma forte influência na construção da Língua Brasileira de Sinais.


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo