Educação

26/03/2022 08:30 G1MT

Professores de Colíder realizam protesto para cobrar pagamento do piso da educação

Município alega que só pode conceder 5,54% de aumento aos professores.

Profissionais da educação do município de Colíder, a 648 km de Cuiabá, estão em greve e realizaram um protesto nesta sexta-feira (25). Os servidores cobram do município o pagamento do piso salarial dos professores que teve um reajuste de 33,24%.

A Prefeitura de Colíder conseguiu na Justiça o reconhecimento da ilegalidade do movimento grevista. Segundo o município, os trabalhadores da educação trabalham 30 horas por semana, não 40 horas semanais como prevê a regra do pagamento do piso.
 

Os profissionais da educação fizeram protesto nas principais ruas da cidade. Segundo os profissionais, as negociações com a prefeitura iniciaram em dezembro do ano passado, mas ainda não chegaram a um acordo que contemple as duas partes.

Segundo o sindicato que representa a categoria, o município está oferecendo um aumento de 5,54% aos profissionais da educação. Os sindicalistas alegam que os vencimentos ficarão abaixo do piso nacional estabelecido pelo governo federal.

A Prefeitura de Colíder conseguiu liminar no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) uma declaração de ilegalidade da greve. A decisão é desta terça-feira (22). A multa é de R$ 30 mil por dia de paralisação. No entanto, os servidores da educação continuam com a greve.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo