Destaques

17/11/2021 06:16

Eclipse parcial da Lua acontecerá em Mato Grosso na sexta-feira

Um novo Eclipse da Lua, mas parcial, será visível em todo o Brasil, na madrugada desta próxima sexta-feira (19). O horário exaro não foi bem definido, mas os amantes do fenómeno e ou curiosos interessados, o evento deverá ser observado já após a metade da madrugada. A atuação Lunar não chegará a 100%, como em Campo Grande, mas seu efeito não será prejudicado ante maior visualização em outras Capitais do País. Os observadores situados mais a oeste no Brasil estarão mais privilegiados neste eclipse, a visualizar 97% da Lua escurecido. Na Capital, os ‘olhos nus’ verão o Eclipse a partir das 3h18 da sexta-feira.

A doutora em Astronomia Telma Cenira Couto da Silva, explica que na madrugada de 19 de novembro, ocorrerá um eclipse parcial da Lua que poderá ser observado em todo o país, naturalmente, se as condições meteorológicas permitirem, não chover ou ficr nublado.”A Lua, na fase Cheia, irá se pôr parcialmente eclipsada em todo o Brasil. O eclipse parcial iniciará no lado superior direito da Lua. O horário do término do eclipse dependerá do ocaso da Lua no local, ou seja, do horário em que a Lua se põe no horizonte”, detalha a Astrónoma.  

Telma detalha que um eclipse lunar parcial acontece o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados, ou quase alinhados, e a Terra bloqueia parcialmente a luz do Sol, que ilumina o nosso satélite natural.  Um eclipse lunar é um espetáculo bonito no céu e não causa danos à visão. “A parte visível do eclipse lunar, quando a Lua parece ‘mordida’ e começa o eclipse parcial, acontecerá às 4h18, horário de Brasília, com mais ou menos um minuto de margem de erro.  É importante ressaltar que esse horário representa o momento em que a Lua toca a umbra (a parte mais escura da sombra que a Terra produz no espaço). Esse é o horário fornecido, por definição, na astronomia”, aponta a doutora em Astronomia.

A doutora menciona, aos leigos, que para que o observador consiga detectar o escurecimento leva mais um curto intervalo de tempo. E ainda antes, haverá um eclipse penumbral, que ocorre quando a Lua apenas diminui o seu brilho e não é detectável. “Mas, para quem se interessar, o eclipse penumbral iniciará às 3h02 no horário de Brasília”, revela Telma, que menciona que em Campo Grande (MS), em termos práticos, a visualização do fenômeno não deve passar de 94%. “Mas, mesmo assim, o fenômeno proporcionará um bonito espetáculo no céu”, diz.

Eclipse parcial da Lua acontecerá em Campo Grande na sexta-feira
A doutora em Astronomia Telma Cenira

Detalhe dos horários nas cidades

Conforme Telma, a visão de um eclipse, tanto da Lua quanto do Sol, depende da localização geográfica do observador. Os observadores situados mais a oeste no Brasil estarão mais privilegiados neste eclipse lunar e poderão visualizar 97% do diâmetro da Lua escurecido. 

“Para os que seguem o fuso  horário  UTC-3, como Brasília e Recife, por exemplo, a porção da Lua eclipsada dependerá da sua localização.  Em Recife, o escurecimento do diâmetro lunar só atingirá cerca de 38% às 4h47, já com difícil visualização; o ocaso da Lua em Recife ocorrerá às 4h51. Em Brasília, esse escurecimento será de, aproximadamente, 79% às 5h24, quando a Lua já será visualizada com dificuldade por estar muito baixa no céu. O ocaso da Lua em Brasília acontecerá às 5h33″, detalha Telma, o momento do acontecimento.

A região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso, embora esteja na região do fuso do estado, segue o horário de Brasília. Então, para 25 municípios do nordeste de Mato Grosso, o eclipse parcial começará às 4h18. Em Água Boa, na prática o escurecimento da Lua  atingirá cerca de 94% do seu diâmetro, antes que a Lua esteja tão baixa que não possa ser observada.

MS – Para os observadores que seguem o fuso horário UTC-4, o eclipse parcial começará às 3h18.  Para a grande maioria desses observadores a superfície da Lua ficará com 97% do diâmetro lunar escurecido. Nesse fuso horário incluem, entre outros, os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Amazonas. Mas, uma região do oeste do Amazonas e que inclui municípios como Tabatinga, Benjamin Constant e Eirunepé, entre outros, segue o fuso horário do Acre.

Em Cuiabá (MT) a visão de 97% do escurecimento do diâmetro lunar será difícil, mas não impossível, porque a Lua já estará muito baixa no céu. Apenas alguns privilegiados que estiverem em locais altos e com uma boa visão do horizonte poderão assistir ao escurecimento máximo desse eclipse lunar parcial.  Mesmo assim, a Lua ficará bastante encoberta pela parte escura da sombra da Terra, num espetáculo que merece ser observado.

Mais uma vez, Aripuanã e redondezas estarão privilegiadas neste eclipse lunar, já que, além de poderem visualizar 97% do escurecimento do diâmetro lunar, ainda poderão observar o começo da diminuição do escurecimento da Lua. Cidades do nortão de Mato Grosso, tais como Alta Floresta, Guarantã do Norte e Lucas do Rio Verde, entre outras, poderão observar 97% do escurecimento do diâmetro da Lua.

Em Manaus (AM) e Porto Velho (RO) será possível visualizar o escurecimento de 97% do diâmetro lunar com facilidade, e os moradores dessas cidades ainda poderão ver o eclipse parcial diminuir – mas não totalmente – até que a Lua se ponha no horizonte.

Acre será mais privilegiado – Mais uma vez, o melhor local para a observação do fenômeno será no Acre (UTC -5), onde o eclipse lunar parcial começará às 2h18.  Moradores do Acre e do oeste do Amazonas poderão   observar o máximo do eclipse parcial, quando a Lua estará com 97% do seu diâmetro escurecido, e a posterior diminuição desse escurecimento, mas  não completamente.  Mesmo em Rio Branco a Lua irá se pôr parcialmente eclipsada.

Em 2022 seremos presenteados com um eclipse total da Lua que começará na noite de 15 de maio e terminará na madrugada de 16 de maio. Num eclipse total acontecem dois eclipses parciais, um, antes, e, o outro, logo após a totalidade, que acontece quando a Lua fica totalmente encoberta pela parte mais escura da sombra da Terra. Essa será outra grande oportunidade para assistir a um belo espetáculo no céu.

Com informações da doutora em Astronomia, Telma Cenira, em dados do TimeandDate.com


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo