Destaques

31/07/2021 12:02 Jefferson Oliveira | Estadão Mato Grosso

Secretário diz que gás é mais caro em MT por causa da Petrobras e de revendedores

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, disse na manhã desta sexta-feira (30) que hoje Mato Grosso tem um dos preços mais altos do gás de cozinha por causa da política de preços praticada pela Petrobras e da margem de lucro aplicada pelos revendedores.

De acordo com o secretário, a composição do preço final é dividida em algumas partes, como o preço das refinarias - determinado pela Petrobras -, o preço do distribuidor e o preço de revenda.

“O que nós temos é um aumento sucessivo nas refinarias, hoje praticamente 50% do preço está na Petrobras, que tem aumentado constantemente o preço do gás. Nós temos um preço de distribuição que está na média do Brasil e a nossa revenda aqui pratica o dobro da margem de lucro que outros estados praticam, porque a nossa carga tributária de 12% é a menor entre os estados da federação”, esclareceu o secretário.

Dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) confirmam a fala do secretário. O levantamento aponta que, ao fatiar o preço do gás, o valor que é pago ao produtor abocanha a maior parcela. De janeiro a maio de 2021, o valor do vasilhame de 13 kg cheio começou o ano custando cerca de R$ 35 e passou para R$ 40 em maio.

A margem de lucro das revendas é o segundo elemento que mais pesa. No Brasil, o lucro registrou poucas variações e fechou o período analisado (até maio) em quase R$ 20 por vasilhame. Só que a situação é diferente em Mato Grosso. O valor que fica para a revendedora, segundo a ANP, é o maior do país. Em maio, era de quase R$ 40 - cerca de 35% do valor do botijão, que era vendido a R$ 110 na época.

Diante disso, Gallo orienta os consumidores que, antes de fechar a compra, pratiquem o livre comércio e escolham o menor preço. Uma ferramenta para isso é o aplicativo do Nota MT, que possui uma ferramenta chamada ‘menor preço’. Lá, o consumidor encontrará o produto mais barato na região em que busca. Segundo Gallo, o preço do gás varia em 20% em algumas ocasiões.

“Nós temos variação de 20% e lugares que vendem a R$ 125 e lugares que vendem a R$ 105. O que temos que fazer neste momento é pesquisar e comprar pelo menor preço, porque também a gente força aqueles que estão vendendo acima do preço a diminuir suas margens e a gente consegue um preço justo”, concluiu.


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo