Destaques

16/03/2021 06:08 Arão Leite/J. Cidade

DEPOIS DE MESES NO IML Corpos de vítimas são liberados e sepultados em Alta Floresta

Depois de quase quatro meses no IML, o corpo de Evanildo Amâncio de Souza foi liberado e sepultado no município de Alta Floresta. A vítima de assassinato dependia da oficialização da identidade, feita através de DNA. Ele morreu em novembro. O material foi coletado dele e da mãe e o resultado foi concluído na semana passada, após cobranças em todo o estado, apontando o caos na Politec.


O problema da falta de servidores no órgão em todo o estado e a situação crítica principalmente em Alta Floresta, ganhou as manchetes através da imprensa nos últimos dias. Assim a pressão a deputados, diretores da Polícia Civil e até ao secretário de estado contribuíram para a aceleração do exame que foi concluído e anunciado já no início do final de semana praticamente.


E assim a dona de casa Maria Juana, moradora da cidade de Almerim, no estado do Pará, que saiu de casa no ano passado para reconhecer o corpo do filho, pode finalmente ver, realizar um velório de pouco tempo e sepultar a vítima de assassinato.


Outro caso
Mas o caso de Evanildo, o conhecido Parazinho, não era único. O corpo de Edson Daniel, jovem vítima de acidente em primeiro de fevereiro, com corpo carbonizado, também estava no IML. E na cobrança feita a nível de estado a Politec concluiu o exame e o corpo foi liberado na mesma ocasião. Mas o velório foi no domingo por pouco tempo sendo sepultado logo depois no Cemitério Jardim da Saudade.


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo