Destaques

05/08/2017 06:08 ALINE ALMEIDA/ DIÁRIO DE CUIABA

Metade dos veículos que circulam no Estado de MT está inadimplente

Mais da metade da frota de veículos em Mato Grosso está inadimplente. Dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MT), apontam que neste ano dos mais de 1,9 milhão de veículos, 1,04 milhão estão inadimplentes. Na mesma situação segue a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Dos 1.318.457 motoristas habilitados, 264.547 estão com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida no Estado, 20% do total. 


O levantamento do Detran mostra que em Cuiabá, dos 276.221 condutores, 12.807 estão com a carteira de habilitação vencida. Muitos condutores alegam que a crise financeira foi preponderante para este cenário.  Em todo o Estado são 1.969.991 veículos, 409.660 em Cuiabá. A inadimplência quando se fala em licenciamento de veículos no Estado é expressiva. No ano de 2015 de 1,7 milhão de veículos, mais de 855 mil estavam irregulares. Já em 2017, dos 1,8 milhão, 934 mil estavam inadimplentes. Neste ano até o mês de junho, da frota de 1,9 milhão no Estado, 1,04 milhão seguia irregular. 


O Detran confirmou ainda que a cidade de Rondonópolis é a que apresentou mais irregularidades em 2016, de uma frota com 162.609 veículos apenas 67.897 foram licenciados em 2016, 94.712. Segundo o Departamento Estadual de Trânsito diversas atitudes vem sendo adotadas para reverter esta situação. Uma delas é a implantação do uso da tecnologia com a implantação dos serviços online como licenciamento em casa; 2ª Via de CNH; Permissão Internacional para Dirigir; CNH Definitiva. Ao todo são 18 serviços no aplicativo MT Cidadão. 


Além disso, foi expandido para o interior a Operação Lei Seca ampliando o modelo integrado de fiscalização. Será implantado também o Projeto Integrado de Fiscalização de Trânsito Blitz Seletiva com uso do OCR (Optical Character Recognition) que é uma tecnologia de leitura óptica. Ainda serão instalados em locais de grande circulação de pessoas 80 totens de autoatendimento. 


LEI SECA - No primeiro semestre de 2017, 157 motoristas embriagados foram presos nas 49 operações da “Lei Seca”, realizadas em Mato Grosso. De janeiro a junho, foram deflagradas em 13 municípios. A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 1.915,40.  No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime. A pena é de detenção que varia entre seis meses a três anos. Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa. 


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo