Cultura

24/04/2021 06:55

Clipe documentário inspirado em pesquisa sobre ciclo da água na Amazônia está disponível no Youtube

O projeto cultural contemplado no Edital MT Nascentes, foi lançado na terça-feira (20.04) e está disponível no Youtube

O movimento das águas sob o olhar atento da pesquisadora Jamylle de Souza (Jam), ganhou forma de música expressada no clipe documentário “Uma água, tantas Tanhas”. O projeto cultural contemplado no Edital MT Nascentes, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), foi lançado na terça-feira (20.04), e está disponível no Youtube, no Canal da Banda Jack & a Guitarra.

Jam Souza, que é bióloga e compositora, enxergou uma fonte inesgotável de inspiração musical para relatar a relação de moradores da floresta e a água durante sua pesquisa em 2017, no Amazonas. No estudo, Jam teve a oportunidade de interagir com ribeirinhos, pequenos agricultores, crianças e mulheres. Nesse levantamento ela conheceu Tanha, moradora de uma comunidade próxima de Balbina, distrito do município de Presidente Figueiredo (AM).

“Era uma mulher que como tantas de nós, acordava muito cedo, cuidava da família e da plantação com o marido e, com muita sabedoria desafiava os impactos da mudança climática sobre o principal recurso de que dependia sua sobrevivência: a água. Era uma relação de pura poesia que não caberia somente à ciência relatar”, destaca Jam.

Jam Souza reside, atualmente, em Juara (MT) onde atua como professora, além de coordenar o Projeto “UATT”.  Com essas vivências e outras ao longo de dez anos de atuação na Amazônia, especialmente em Alta Floresta onde cresceu, sua pesquisa se consolidou em versos desenhando uma realidade muito especial na letra da música “Tanha”.

Para contar essa história inundada de belas imagens e com enredo musical, Jam Souza contou com a participação da banda Jack & a Guitarra, do produtor de audiovisual e designer gráfico, Eduardo Nogueira, e os produtores musicais Fábio Nóbrega (mato-grossense) e Agostinho Guerreiro (manauara). Nesse intercâmbio Amazonas-Mato Grosso, a produção musical, captação de imagens e depoimentos de mulheres convidadas aconteceu nos dois estados e de maneira híbrida, presencial e virtual.

No clipe, a música Tanha é interpretada por Agostinho Guerreiro (guitarra e arranjos), Léo Moraes (bateria) e Jam Souza (vocal e baixo) e Fábio da Nóbrega (teclado). A gravação foi realizada no início de janeiro de 2021, nos Estúdios Tupira e Super Sonic, em Manaus (AM), e finalizada no Estúdio Zion, Juara (MT).

A etapa de criação e execução contou ainda com apoio do estúdio criativo Pacovann, Gil Simão (produção de set), Giovanna Serrano (social media) e Larissa Carvalho (assistente de produção), além de outros profissionais que fizeram parte do time UATT.

"O intercâmbio entre esses artistas não representa apenas a resistência em meio ao caos pandêmico, mas o rompimento de barreiras para ampliar o fluxo cultural entre diferentes partes desse tão diverso bioma brasileiro. Além disso, essa arte propõe uma sensibilização sobre o elemento água junto com a missão de entreter o público nesse momento tão desafiador. Tenho certeza que muitas mulheres se sentirão representadas”, finaliza Jamylle.

As gravações cumpriram todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19 determinados pelas autoridades de saúde, mantendo o distanciamento entre os integrantes da equipe e higienização dos equipamentos pré e pós cada etapa.


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo