Regional

24/03/2020 15:52 Mikhail Favalessa - RD News

Presidente do TSE diz que adiamento de eleições municipais é "debate precoce"

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou que a discussão sobre possível adiamento das eleições municipais previstas para outubro deste ano em razão do novo coronavírus é um “debate precoce”. Na semana passada, ela determinou o adiamento da eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso que estava prevista para abril por causa da disseminação do vírus.

Rosa Weber emitiu uma nota em que reitera estar atenta e preocupada com a situação de calamidade pública trazida pelo causador da Covid-19. A ministra, porém, contemporizou.

“Quanto ao adiamento das eleições municipais 2020, entendo cuidar-se de debate precoce, não sendo demais repisar que tem como objeto matéria prevista expressamente no texto constitucional e na legislação infraconstitucional”, disse.

Eventual adiamento aumentaria o mandato dos prefeitos e vereadores de todo o país. Carlos Fávaro, que tem liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) para assumir a cadeira hoje ocupada pela senadora cassada Selma Arruda, também ficaria mais tempo no Senado até a realização de nova eleição.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é um dos que vem defendendo que as eleições municipais deveriam ser adiadas para que prefeitos possam se concentrar no combate à pandemia de Covid-19.

A ministra destacou que “estamos atravessando um momento de extrema gravidade e de grande delicadeza em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus”, e disse estar atenta “à preservação da saúde não só de ministros, magistrados, servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral, como também do eleitorado e da sociedade brasileira como um todo”.

Sob comando da ministra, o TSE adotou medidas com restrição de acesso e trânsito de público nos prédios do tribunal, suspensão de eventos e prazos processuais, espaçamento de sessões presenciais e a criação de um gabinete de crise.

“Também submeti à apreciação do tribunal na última sessão plenária (19/3) pedido de parlamentar no sentido de prorrogação do prazo de filiação partidária fixado na Lei Eleitoral (lei 9.504/1997). O colegiado deliberou unanimemente pelo indeferimento em se tratando de prazos previstos na legislação vigente, o que serve de norte para temas correlatos”, registrou.

Para adiar a suplementar em Mato Grosso, a presidente do TSE havia citado a necessidade de se manter medidas higiênicas e de evitar aglomerações no período em que o novo coronavírus se dissemina pelo país. Uma nova data deve ser determinada de acordo com a evolução do quadro.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo