Regional

05/10/2018 09:54 Arthur Santos da Silva, repórter do GD

Juiz retoma processo contra Faiad, Silval e mais 9 por desvios de R$ 8 milhões

O juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, retomou no dia 28 de setembro processo da  5ª fase da Operação Sodoma e marcou audiências nos meses de novembro e dezembro de 2018. A ação estava suspensa para julgamentos de suspeições movidas pelo ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso, Francisco Faiad, réu no caso. 

Na ação penal da Sodoma 5, são réus, além de Faid: o ex-governador Silval Barbosa; os ex-secretários de Estado Cesar Zílio e Pedro Elias; o ex-chefe de gabinete de Silval, Silvio Cesar Corrêa Araújo; o ex-secretário adjunto de Administração, José de Jesus Nunes Cordeiro; o ex-secretário adjunto da Secretaria de Transportes, Valdísio Juliano Viriato; os empresários Juliano Cezar Volpato e Edézio Corrêa; e os ex-servidores da Secretaria de Transportes, Alaor Alves Zeferino de Paula e Diego Pereira Marconi.   

As audiências   

Com a negativa das suspeições, a primeira audiência ocorrerá no dia 8 de novembro. Serão interrogadas testemunhas de acusação:  Wilson Luiz Pereira Soares, José Roberto Pacheco, Afonso Gleidson Teixeira, Pedro Jamil Nadaf, Fabio Rodrigues de Carvalho Alves Costa, Valter Facheti Torres, Paulo Cesar Lemes.   

No dia 22 de novembro de 2018, serão interrogadas testemunhas de defesa:  Francisco de Assis Amâncio Figueiredo Dorileo, Flaviano Kleber Taeus Figueiredo, Mauro Cesar Perreira, Ludio Frank Mendes Cabral, Silvia Mara Gonçalves e Arlan Lino Edeus. Dia 4 de dezembro, as testemunhas José Alexandre Schutze, Edgar Teodoro Borges e Carlos Eduardo Souza Viriato.   

Iniciarão no dia 11 de dezembro os interrogatórios dos réus: Diego Pereira Marconi, Juliano Cezar Volpato, Edézio Correa e Cezar Roberto Zílio. Dia 12, Pedro Elias Domingos de Mello, Alaor Alvelos Zeferino de Paula, Valdísio Juliano Viriato e José de Jesus Nunes Cordeiro.  

A fase de instrução encerrará no dia 13 de dezembro com os interrogatórios de Silval da Cunha Barbosa, Silvio Cezar Corrêa Araújo e Francisco Anis Faiad. 

5ª fase 

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso deflagrou, no dia 14 de fevereiro de 2017, a 5ª fase da Operação Sodoma. A ação investigou fraudes em licitação, desvio de dinheiro público e pagamento de propinas, realizados pelos representantes da empresa Marmeleiro Auto Posto LTDA e Saga Comércio Serviço Tecnológico e Informática  LTDA, em benefício da organização criminosa comandada pelo ex-governador, Silval da Cunha Barbosa. 

Conforme o Ministério Público, uma organização criminosa liderada pelo ex-governador Silval Barbosa teria cobrado propina de empresários, entre os anos de 2011 e 2014, para fraudar licitações e manter contratos de fornecimento de combustível, para a frota do governo do estado, e com uma empresa de informática.   

Ao todo, o grupo teria, segundo o MPE, desviado R$ 8,1 milhões das secretarias de Administração (extinta SAD e atual Secretaria de Gestão) e de Transporte e Pavimentação (extinta Setpu e atual Secretaria de Estado de Infraestrutura).


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados a Gund e Caldas LTDA ME - Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo