Regional

29/09/2018 08:20

Operação contra roubos e latrocínios prende 191 pessoas em Mato Grosso

Deflagrada pelas Polícias Civis de 25 Estados e do Distrito Federal, a operação “Midas” alcançou números expressivos com foco na repressão a crimes patrimoniais, em especial, furtos roubos e latrocínio. Em dois dias de operação, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso contabilizou a prisão de 191 criminosos, incluindo 71 prisões em flagrante, 97 mandados de prisão preventivas e 23 apreensões de adolescentes infratores.

Os trabalhos integram uma ofensiva nacional, deflagrada simultaneamente por policiais civis em todo país, na quarta (26) e quinta-feira (27). Além dos mandados cumpridos e prisões em flagrante, as ações resultaram na apreensão de porções de maconha, cocaína, drogas sintéticas e de 7 armas de fogo.

No balanço final da operação, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso ficou em terceiro lugar, ficando atrás apenas de São Paulo e do Distrito Federal. Dentro do número total de presos e aprendidos, 146 estão envolvidos com crimes de roubo/ latrocínio ou foram presos em situação de flagrante.

O delegado geral da PJC, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, explica que a operação é a terceira realizada em conjunto entre as polícias civis estaduais, coordenada pelo Ministério da Segurança Pública e Conselho Nacional dos Chefes da Polícia Civil, que nacionalmente resultou em aproximadamente 4.053 presos/apreendidos.

“Em Mato Grosso, por meio de planejamento e repressão qualificada, alcançamos resultados expressivos nas prisões, por mandados e em flagrantes, e apreensões diversas, em todas as regiões do Estado. A operação Midas é uma prova da crescente maturidade institucional e integração operacional envolvendo as Polícias Civis de todo o País”, afirma Pigozzi.

As ações foram executadas pela Diretoria Metropolitana, Diretoria de Atividades Especiais e Diretoria do Interior sob acompanhamento e coordenação da Diretoria de Inteligência (DI) da Polícia Civil.

Para o delegado e diretor da DI, Juliano Carvalho, a operação Midas é exitosa em duas frentes. “A primeira na busca por oferecer uma resposta satisfatória para a sociedade mato-grossense, diante dos delitos praticados. E também importante para consolidar a força institucional conjunta das Polícias Civis e a relevância do serviço investigativo”

As investigações terão prosseguimento em unidades diversas da Polícia Civil, a depender do local da ocorrência delitiva. Vinte e três adolescentes foram apreendidos pelas forças policiais que atuam na região metropolitana e também nas cidades do interior do Estado.

 

Apreensões

 

Onze veículos que estavam em posse de criminosos e que são provenientes de furto e roubo, e/ou eram utilizados nas ações delitivas foram apreendidos.

Também foram recolhidas porções médias e pequenas de maconha, haxixe, crack, comprimidos de ecstasy, LSD e anfetamina.

Em posse dos detidos foi realizada a apreensão de dinheiro em espécie, totalizando aproximadamente R$ 38 mil reais, cuja procedência será alvo de investigação.

Participaram dos trabalhos 432 policiais civis em todo o Estado de Mato Grosso.

 

Operação

 

A operação Midas foi coordenada pelo Ministério da Segurança Pública, no âmbito do Sistema Único de Segurança Pública (Sesp). Durante os dois dias de operação foram presas 3.648 pessoas e 404 adolescentes apreendidos, totalizando 4.053 pessoas presas/apreendidas.

 

Em todo o país participaram 13.294 policiais civis.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo