Regional

15/05/2018 11:10 ALLAN PEREIRA/CMT

STF manda processo de Bezerra por peculato para Justiça Federal

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, desceu mais um processo judicial para as instâncias inferiores. Trata-se de uma ação penal (litígio para examinar a ocorrência de um crime) por supostas práticas de peculato contra o deputado Carlos Bezerra. A ação foi enviada para o Tribunal Regional Federal da 1º Região (TRF-1).

Proposto pelo Ministério Público Federal (MPF), Bezerra foi denunciado pela suposta prática de crime de peculato subtrair ou desviar dinheiro público. Segundo a decisão, a ocorrência da contravenção se deu em um momento anterior a sua diplomação como deputado federal na Câmara dos Deputados.

O caso subiu para o STF por causa da prerrogativa do cargo de Bezerra. Mas, no dia 03 de maio, os ministros do Supremo restringiram a aplicabilidade da prerrogativa. A decisão foi baseada no entendimento de que os parlamentares federais (deputados e senadores) só podem ser julgados por crimes cometidos durante o mandato ou relacionados ao cargo.

Depois de discorrer por mais de dez páginas sobre a aplicabilidade do foro privilegiado, Celso de Mello declinou de competência para julgar a ação penal. “Sendo assim, e pelas razões expostas, reconheço cessada, na espécie, a competência originária do Supremo Tribunal Federal para apreciar este procedimento penal”, decidiu. É a terceira ação judicial após o julgamento que restringiu o foro privilegiado aos parlamentares federais.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo