Política

16/07/2020 06:38

Alta Floresta: Câmara aprova “Verba de Plantão” para servidores que atuarem como autoridade sanitária

A Câmara Municipal de Alta Floresta aprovou em Sessão Extraordinária na segunda-feira (13), em regime de urgência especial, o Projeto de Lei nº 2.054/2020 de autoria do Poder Executivo que regulamenta a atuação como autoridade sanitária, quando houver a decretação de emergência e/ou calamidade, os servidores efetivos investidos nos cargos de Técnico de Fiscalização, Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Agentes de Combate a Endemias (ACE), Agentes de Saúde e demais servidores efetivos que possuam curso de fiscal sanitário.


A mensagem do Executivo Municipal também cria a “Verba de Plantão”, de caráter indenizatório, por dia de plantão do servidor público que atuar como autoridade sanitária. A verba não será incorporável ao patrimônio remuneratório do servidor público. Pela proposta, para cada plantão de 06 horas o servidor terá direito a R$100,00. Já para cada plantão de 12 horas o servidor terá direito ao importe de R$200,00.


Com a aprovação do PL, a Câmara Municipal contribui para que o Executivo Municipal consiga implantar medidas para manutenção da saúde pública, visto que conforme a proposta aprovada por unanimidade, a fiscalização sanitária só poderia ser feita por servidor público concursado.


“Diante da atual situação de Pandemia pelo Novo Coronavírus (COVID-19) percebeu-se a necessidade de mecanismos que permitam a ampliação da fiscalização sanitária, visto representar a primeira medida para a manutenção da saúde pública. No entanto, por expressa disposição legal a fiscalização sanitária deve ser realizada por servidor devidamente empossado para esse fim e, neste momento, torna-se impossível o cumprimento desta medida sendo necessário a busca de alternativas.

Recentemente foi realizada alteração de grande importância, no entanto, deparou-se com o excesso de demanda, sendo certo que não é possível retirar todos os servidores habilitados de suas funções de origem para atuarem junto à Vigilância Sanitária. Assim optou-se por autorizar os demais servidores efetivos que possuem curso de fiscal sanitário atuarem como tal”, explicou o Executivo ao justificar a necessidade de aprovação da matéria.


O projeto de lei também permitirá ao Executivo Municipal organizar os horários de trabalho dos servidores, visto que a maioria dos servidores estaria atuando fora do horário de trabalho normal, em regime de plantão, mas sem receber o subsídio condizente. Com a aprovação do PL, esses servidores terão a oportunidade de receber pelos plantões trabalhados.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo