Entretenimento

28/03/2019 16:38 iG São Paulo

Nasa pagará R$ 73 mil a voluntários que ficarem deitados por dois meses

Com a chegada do outono e suas temperaturas mais amenas, muitos brasileiros estão encontrando dificuldades para sair da cama pela manhã e encarar mais um dia de trabalho. Mas e se esse desejo de permanecer deitado fosse justamente parte do seu trabalho? É mais ou menos isso que a Nasa e a ESA, a agência espacial europeia, estão propondo para um estudo que será desenvolvido na Alemanha.

Nasa e a ESA buscam 24 voluntários (12 homens e 12 mulheres) para passarem 60 dias deitados, sem se levantar para nada. Nesse estudo, que será realizado no Centro Aeroespacial Alemão (DLR), na cidade de Colônia, as 'cobaias' deverão, por exemplo, tomar banho, comer, 'ir ao banheiro' e desempenharem atividades de lazer sem sair da cama.  

A pesquisa terá duração total de 89 dias, sendo os primeiros 15 para adaptação; depois mais 60 dias no leito e depois mais 14 dias de recuperação. Apesar de buscarem " voluntários ", as agências pagarão muito bem àqueles que participarem do estudo: 16.500 euros, o equivalente a pouco mais de R$ 73 mil na cotação atual.

O objetivo do estudo é permitir que os cientistas entendam melhor as mudanças que ocorrem no corpo humano devido à ausência da gravidade – como ocorre com os astronautas . A eliminação da gravidade no espaço leva a uma série de alterações fisiológicas, como o enfraquecimento dos músculos e ossos e o deslocamento dos fluidos corporais em direção à cabeça, afetando o sistema cardiovascular e causando alterações nos olhos. 

Durante a pesquisa, batizada de Estudo de Descanso de Leito de Gravidade Artificial (Agbresa), os voluntários ficarão em um leito inclinado 6º para trás e terão a postura constantemente monitorada por câmeras. Não serão cedidos travesseiros aos participantes do experimento.

Cada uma das 'cobaias' será submetida a uma bateria de testes de função cardiovascular, equilíbrio, força muscular e testes cognitivos, incluindo exames como biópsias musculares, microdiálise e eletromiograma, assim como exames de sangue regulares. A dieta durante o estudo é padronizada, ou seja, a composição das refeições é adaptada às necessidades do sujeito em termos de nutrientes.

E, afinal, como eu me candidato? Os requisitos para participar do estudo são: ter entre 24 e 55 anos de idade e não ser fumante. Se você se enquadrar nesse grupo, pode enviar um e-mail para  probanden-bit@dlr.de e solicitar mais informações

A primeira etapa do Agbresa será realizada entre o fim de março e o fim de junho deste ano. Já a segunda ocorrerá entre os meses de setembro e dezembro de 2019. O pagamento dos 16.500 euros será realizado pela Nasa e ESA em seis parcelas. As duas primeiras serão de 6.750 euros cada e serão pagas ainda durante o estudo. As demais, de 750 euros cada, serão transferidas durante exames de acompanhamento a serem realizados até 2021.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo