Economia

30/07/2019 15:58

Procon orienta consumidores sobre como economizar energia elétrica

O Procon-MT orienta aos consumidores para que prestem atenção e reduzam o consumo de energia elétrica no mês de agosto, quando será cobrada bandeira tarifária vermelha, conforme anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

De acordo com a agência, a previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica, com tendência de redução dos níveis de água nos principais reservatórios. Nesse cenário, faz-se necessário aumento no uso das usinas de geração termelétrica, que produzem energia mais cara. 

O sistema de bandeiras tarifárias implementado pela Aneel sinaliza o custo da energia gerada. O objetivo é informar quando esse custo sobe para que o consumidor possa reduzir o uso de energia e não pague uma conta mais cara que o esperado.

A bandeira tarifária vigente no mês julho foi a amarela, com uma cobrança extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh. Já em agosto, haverá cobrança extra de R$ 4 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Com a bandeira vermelha em vigor em todo Brasil e o período de estiagem em Mato Grosso, o Procon-MT dá dicas simples para o consumidor economizar energia e não se assustar com a chegada da conta:

- Chuveiro: contamos com um clima seco e quente essa época do ano em Mato Grosso, por isso opte por utilizar o chuveiro na temperatura natural, que não consome energia elétrica;

- Ar-condicionado: ainda que seja aliado do conforto, este equipamento consome muita energia. Evite utilizá-lo na potência máxima ou durante longos períodos em situações desnecessárias. Além disso, feche todas as portas e certifique-se de que não haja frestas no ambiente refrigerado para não haver desperdício;

- Geladeira: tenha em mente o que vai retirar da geladeira, para não permanecer com a porta aberta sem necessidade. Não guarde dentro da geladeira alimentos muito quentes e lembre-se de regular a potência do equipamento de acordo com o manual de instruções.

Valores das bandeiras

Em maio deste ano, foi divulgado o reajuste nas taxas das bandeiras tarifárias no país. A Aneel atribui este aumento ao déficit hídrico do ano passado, que reposicionou a escala de valores das bandeiras. Portanto, desde junho, o valor da bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh. Já a bandeira vermelha patamar 1 saiu de R$ 3 para R$ 4, enquanto que o patamar 2 foi de R$5 para R$ 6.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo