Destaques

06/11/2019 10:08 Assessoria | PJC-MT

ALTA FLORESTA : Funcionário de prefeitura é preso após usar cartão de pessoa morta para fazer empréstimo

O suspeito usou da condição de servidor público para subtrair o cartão bancário da vítima quando o corpo foi encaminhado à Politec para o exame de necrópsia.

Um funcionário da Prefeitura de Alta Floresta, acusado de usar o cartão de uma pessoa morta para fazer empréstimo e saques bancários, foi identificado e preso pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (04.11). O servidor municipal estava cedido à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e aproveitou da função para praticar o crime.

O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de munições, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua residência, no bairro Boa Nova III, em Alta Floresta. O funcionário público também responderá em inquérito policial pelos crimes de peculato e estelionato. 

A vítima foi encaminhada ao Hospital Regional de Alta Floresta no dia 26 de julho com quadro de agressão física. No dia 30, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar sendo o corpo encaminhado à Politec, para verificação da causa da morte.

No dia 31 de julho, os funcionários da agência bancária do Sicredi de Paranaíta, onde a vítima possuía conta conrrente, perceberam uma movimentação estranha, referente a um empréstimo pessoal no valor de R$ 5.250, além de saques no valor de R$ 2,5 mil. Todas as transações foram realizadas em caixas eletrônicos da agência de Alta Floresta.

Assim que foi notificada da situação, a Polícia Civil de Alta Floresta iniciou as investigações e por meio de imagens de circuito interno de segurança conseguiu identificar o autor da fraude. Segundo o delegado, Pablo Carneiro, o suspeito se valeu da condição de servidor público para subtrair o cartão bancário da vítima quando o corpo foi encaminhado a Politec para o exame de necrópsia.

“Como a conta da vítima não tinha saldo, o suspeito contrato um empréstimo para posteriormente realizar os saques dos valores”, explicou o delegado.

Diante das evidências, o delegado representou pelo mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, o qual foi decretado pela Justiça e cumprido na segunda-feira (04). Na casa do investigado, os policiais apreenderam 9 munições, sendo 8 calibre 38 e 1 calibre 32. Questionado, o suspeito disse que já havia destruído o cartão da vítima.

O  servidor foi conduzido à Delegacia de Alta Floresta, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por posse ilegal de munições. O delegado arbitrou fiança no valor de R$ 1 mil e o suspeito responderá em liberdade pelos inquéritos pelo de posse ilegal, estelionato e peculato.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo