Destaques

13/03/2019 17:21 Jornal Mato Grosso do Norte

Vereadores de Alta Floresta querem que prefeitura pare de pagar a AMM

A principal pauta da sessão desta terça-feira da Câmara Municipal de Alta Floresta, foi um contrato autorizado pela própria Câmara, que a prefeitura de Alta Floresta mantém com a AMM - Associação Mato - Grossense dos Municípios.


A prefeitura de Alta Floresta faz um repasse mensal para a AMM de quase R$ 15 mil reais. Em troca, a associação deveria elaborar projetos para o município e cobrar a liberação de recursos para suas execuções. 
Todavia, apesar do alto valor pago pelo município, o acordo tem se mostrado inócuo, sem qualquer resultado efetivo para a prefeitura. 


O alerta para a situação foi feita durante uma visita do deputado federal Juarez Costa (MDB) à Alta Floresta na semana passada. Quando certos representantes políticos do município disseram que é a AMM quem é responsável em fazer projetos e cobrar a liberação dos mesmo para a prefeitura, o parlamentar [que foi prefeito por dois mandatos em Sinop] disse que a prefeitura deveria ter a sua própria equipe e não ficar dependendo da AMM.


Na sessão de ontem, quase todos os vereadores criticaram o convênio que o município tem com a AMM. Os vereadores de oposição, Elisa Gomes (PDT) e Mequiel Zacarias (PT) afirmaram que o município paga R$ 15 mil por mês para à AMM, mas não tem qualquer retorno deste investimento. Os parlamentares defenderam que a prefeitura pare de fazer estes pagamentos.

O vereador Luiz Carlos (MDB) também é a favor que a prefeitura encerre o contrato com a AMM, que segundo ele, não traz qualquer benefício para o município. “Este pagamento feito pelo município à AMM, não tem nenhum retorno. A prefeitura deveria usar este dinheiro para contratar profissionais para trabalhar na elaboração de seus projetos”, disse.


Para o parlamentar, a prefeitura deveria usar esse recurso para contratar profissionais de engenharia para elaborar os projetos, trabalhando aqui mesmo na cidade e de forma mais eficiente. Queiróz também sugeriu que a prefeitura, invés de gastar este valor expressivo sem resultado prático, deveria fazer uma parceria com a Faculdade de Alta Floresta, para os acadêmico do curso de Engenharia Civil da Uniflor, serem contratados como estagiários e trabalharem na elaboração de projetos.


“Esses estudantes fariam a elaboração de projetos com a mesma qualidade. O que é inaceitável e continuarmos dependendo da AMM. A minha proposta e que marquemos uma reunião com o prefeito para sugerir que este acordo com a AMM seja encerrado e que a prefeitura acate uma destas sugestões, para o município se tornar mais eficiente na elaboração de projetos”, enfatizou Luiz.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo