Destaques

09/02/2019 07:36

ESTADO EM CRISE: PC admite fechar delegacias no interior de Mato Grosso

O diretor-geral da Polícia Civil, Mário Resende, disse nesta sexta-feira (8) que algumas delegacias do interior do estado podem ser fechadas temporariamente devido ao baixo número de policiais e a falta de estrutura nas unidades. Ele afirmou que um estudo sobre a atual situação está sendo finalizado e apresentado ao governo do estado.

Mário disse que não é possível realizar concursos e reformas nas delegacias, por causa da situação financeira do estado. “Não é possível trabalhar com três policiais efetivos, pois as escalas de plantão não giram. Estamos buscando solução para otimizar o baixo efetivo com qualidade. Uma das hipóteses é a suspensão de algumas unidades e transferir os policiais para cidades próximas”, explicou.

Segundo o diretor, nos próximos meses, 15 novos delegados devem ser nomeados para assumir delegacias no interior. Ainda assim, existe a carência de investigadores e escrivães. “Esperamos que, com o fim do decreto de estado de calamidade, tenhamos a oportunidade de apresentar ao governo as nossas necessidades para trabalhar a possibilidade de abrir um concurso público”, disse.

O decreto de calamidade foi assinado em janeiro pelo governador Mauro Mendes (DEM) e tem a duração de seis meses. Com o decreto, as instituições devem cortar gastos estão impossibilitadas de fazer despesas.

Mário declarou que falta estrutura e recursos para trabalhar em algumas delegacias. “Os recursos que a polícia tem hoje não dão conta do recado, necessitamos de uma infraestrutura melhor e de um efetivo melhor. Esperamos ter uma melhor condição de trabalho para que a sociedade possa ser melhor atendida”, pontuou.

Por falta de pagamento às locadoras, mais de 25% dos veículos utilizados pelos órgãos de segurança pública de Mato Grosso foram recolhidos, segundo a União dos Conselhos de Segurança do estado. Mário disse que a Polícia Civil possui cerca de 650 carros e a maioria é locado. “Com um número reduzido, o necessário tem sido feito diante das dificuldades. Esperamos que em 20 dias esse problema seja resolvido”, disse.

Segundo o diretor, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) está tentando contratar, em caráter de urgência, novas empresas para substituir essas viaturas que são locadas.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo