Destaques

07/10/2018 16:06 RDNews

3 candidatos a deputado já são presos e 25 pessoas foram detidas neste domingo

Três candidatos a deputados foram presos neste domingo (7) em Mato Grosso, informou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Dois deles foram presos em flagrante enquanto distribuíam santinhos com seus nomes, nesta manhã. Ao todo, 25 pessoas foram presas no Estado em razão de irregularidades eleitorais. De acordo com o segundo boletim divulgado pelo TRE neste domingo, às 13h, dois candidatos foram presos pela manhã e outro no início da tarde.

Um dos candidatos detidos é Aparecida Ribeiro de Oliveira, conhecida como “Cida do Camelô” (PSDB), que disputa uma vaga no Legislativo Estadual. Ela foi presa em flagrante praticando boca de urna. Conforme o TRE, ela estaria pedindo votos nesta manhã, prática vedada pela Lei em dia de votação. A candidata foi detida e encaminhada ao Cadeião, no TRE. O local é um espaço destinado para recolher aqueles que cometem infrações em dias de eleição. Cida deve permanecer no lugar até o fim da votação, conforme a Legislação Eleitoral determina, para que não volte a pedir votos neste domingo.

A mulher negou que tenha cometido qualquer irregularidade e afirmou que não pediu votos. Ela argumentou que somente estava com os santinhos no carro, mas não chegou a distribuí-los. Outra prisão de candidato, no interior do Estado, também ocorreu por entrega de santinho durante este domingo. O terceiro preso não teve o motivo da detenção divulgado durante o boletim desta tarde.

Coordenador do Gabinete de Gestão integrada, que cuida da logística e segurança das eleições, o juiz Lídio Modesto da Silva afirmou que não revelaria os nomes dos candidatos presos para não prejudicar o certame. “Não queremos que isso influencie o processo de votação. Isso pode ser tanto benéfico para uns quanto maléficos para outros”, justificou.

O nome de Cida somente foi descoberto após relatos de testemunhas, que acompanharam a candidata sendo detida.

25 presos em MT

De acordo com o TRE, até as 13h deste domingo haviam sido presas 25 pessoas em todo o Estado. Depois das 10h, quando foi divulgado o primeiro boletim, ocorreram outras 10 prisões no Estado, em municípios como Vila Bella Santíssima da Trindade, Tangará da Serra, Guarantã do Norte, Araputanga, Sorriso e Campinapolis.

Um dos casos, segundo o juiz Lídio Modesto, foi um adolescente que, junto com um adulto, teria tentado comprar voto em Sorriso por R$ 8 mil em espécie. Ele e a outra pessoa foram detidas e o dinheiro foi encaminhado para a Justiça Eleitoral. No mesmo município, uma outra pessoa foi presa ao tentar comprar voto em troca de cesta básica.

Segundo o TRE, em Campinapolis, houve duas prisões por boca de urna. Em Guarantã do Norte, um título de eleitor foi retido após uma pessoa, que não era proprietária do documento, tentar justificar o voto.

Troca de urnas

No início da manhã, foi registrada somente uma troca de urna eletrônica no Estado, por problemas na bateria. Horas mais tarde, foram substituídas mais 13 urnas eletrônicas. Segundo ele, não há nenhum caso de urna de lona, quando há caso emergencial e não existe substituição eletrônica, sendo utilizada no Estado.

 

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo