Cultura

15/02/2021 07:09

Workshops propõem criação artística com materiais recicláveis em municípios de Mato Grosso

O que é possível criar com o lixo que descartamos? No final de um dia comum, cada habitante de Mato Grosso produz – em média – 1,024 quilo de lixo. Ao todo, o Estado gera cerca de três toneladas de resíduos nesse período. Muito além de mero refugo, o lixo que descartamos pode ser reaproveitado e virar matéria-prima para a arte. 

As sacolas de plástico do supermercado podem virar figurino. Garrafas pet, jornais, caixas de papelão ou revistas dão corpo a novas possibilidades, através da técnica e da criatividade. 

Proporcionar um diálogo sobre a realidade do descarte incorreto desses materiais é o objetivo do workshop ‘Corpos Residuais’, realizado pelo coletivo Spectrolab.  A proposta é reunir artistas locais, recicladores e catadores de lixo em oficinas de criação artística. 

Os encontros serão realizados nos municípios de Chapada dos Guimarães (27 e 28/02), Cuiabá (06 e 07/03), Primavera do Leste (03 e 04/04) e Cáceres (10 e 11/04). Para cada cidade, serão disponibilizadas 15 vagas. 

 

Os interessados podem optar pela participação presencial, seguindo os protocolos de biossegurança contra a covid-19, ou acompanhar as oficinas pela internet. As inscrições são gratuitas. Para participar, basta preencher o formulário disponível no site www.spectrolab.art.br. 

Além de teoria, os participantes criarão figurinos, máscaras, acessórios e dispositivos. Ao final das oficinas, as criações e criaturas ganharão as ruas das cidades em uma intervenção urbana. 

A matéria-prima utilizada será coletada nos municípios. Para isso, cada participante deve recolher o próprio material iniciando e incentivando uma campanha de arrecadação. Caso haja excedente, os resíduos serão encaminhados para a reciclagem. 

“Para os municípios envolvidos, essa campanha de coleta pode ser um pontapé para que outras iniciativas sejam realizadas e também haja incentivo para o trabalho artístico envolvendo a reciclagem”, propõe o coletivo. 

O projeto é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc ao ter sido selecionado no edital MT Nascentes promovido pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

Spectrolab 

O coletivo Spectrolab – Investigação Cênica surgiu em 2016 com a união de artistas mato-grossenses, que compartilham de aproximações em artes híbridas por meio das formas animadas. Seus principais projetos incluem a criação cenográfica e estética da cena teatral, a confecção e manipulação de elementos cênicos tais como, bonecos, máscaras, dispositivos e outros adereços que trazem reflexões atuais sobre a materialidade presente nesses objetos.  

Atualmente o coletivo é formado pelos artistas Douglas Peron, Elizabeth Othon, Millena Machado e Raquel Mützenberg. 

Entre outros trabalhos, o coletivo tem no currículo “Maiêutica”, que circulou no Brasil pelo projeto Sesc Palco Giratório, 2018; “Resí(duo)” apresentado na Mostra Sesc de Cultura no Cariri, no Ceará, em 2019; e o projeto “Reciclar Brincando”,  no Programa Siminina, em Cuiabá, no ano passado. 

Mais informações:

Site - https://www.spectrolab.art.br/
Instagram - https://www.instagram.com/spectrolabcena/
Facebook - https://www.facebook.com/spectrolabcena
E-mail - spectrolabcena@gmail.com 

 


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo