Cidade

19/02/2021 05:02 Só Notícias/Herbert de Souza

Juiz nega bloqueio de bens de ex-prefeito de Nova Monte Verde por suposto prejuízo de R$ 559 mil

O juiz Dante Rodrigo Aranha da Silva negou o pedido feito pelo Ministério Público Estadual (MPE) para bloquear bens do ex-prefeito de Nova Monte Verde (460 quilômetros de Sinop), Arion Silveira. A promotoria alega que o ex-gestor causou um prejuízo de R$ 559 mil aos cofres municipais, em razão da paralisação, por três anos, das obras de uma creche.

De acordo com o MPE, o convênio para a construção foi assinado entre o município e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em 2011, com valor de R$ 1,2 milhão. Já o processo licitatório foi aberto em 2012, ano em que as obras começaram. No entanto, a última medição, feita em 2015, concluiu que, faltando 57% do restante da construção, as obras foram paralisadas por Arion, por um período superior a três anos, o que resultou na rescisão contratual.

Segundo a Promotoria, “em decorrência do grande período de paralisação das obras, a estrutura da construção ficou prejudicada com problemas do tipo: apodrecimento das madeiras utilizadas, danificação do telhado, bem como infiltração das lajes e paredes, entre outros”. O MPE citou que, em 2018, a obra foi retomada por uma empreiteira que venceu o novo processo licitatório e a creche acabou sendo concluída em janeiro de 2020, já em uma nova gestão.

“Contudo, relata-se que em virtude da negligência do requerido, o município de Nova Monte Verde, ora requerente, que tinha como contrapartida inicial o valor de R$12.297,80, sofreu o aumento da contrapartida para R$ 571.316,19, tendo o erário municipal suportado um prejuízo de R$559.018,39”, consta no pedido do MPE.

Ao ingressar com a ação civil por improbidade administrativa, a Promotoria pediu, em caráter liminar, o bloqueio de bens de Arion. O juiz, porém, não acatou a solicitação. “Quanto ao caso concreto, o fundamento indiciário é vinculado a oitivas, bem como se está em fase de notificação dos requeridos (anterior ao recebimento, portanto). Portanto, ausentes os requisitos neste momento, indefere-se a medida”, disse o magistrado.

Dante abriu prazo de 15 dias para que Arion apresente manifestação por escrito. O Ministério Público também terá prazo para se manifestar. Arion comandou Nova Monte Verde entre 2013 e 2016.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo