Cidade

18/11/2020 11:26 UOL, em São Paulo.

Polícia alemã apreende 60 fósseis brasileiros que seriam vendidos em leilão

A polícia alemã aprendeu na última segunda-feira (16) 60 fósseis oriundos da Chapada do Araripe, no Cariri (CE), que seriam vendidos online de forma ilegal por mais de 100 mil euros. As peças seriam comercializadas pela empresa alemã Fossils Worldwide, em um site hospedado na Holanda.

A apreensão foi solicitada pelo MPF (Ministério Público Federal), após denúncia feita por dois biólogos que tiveram acesso ao site de leilões e verificaram que havia fósseis brasileiros à venda. O próprio anúncio dizia que o material era proveniente do Brasil.

O material inclui um pterossauro, uma raia, insetos e aracnídeos. A pessoa responsável pela comercialização do material também foi identificada. De acordo com a Constituição Federal brasileira, os recursos minerais, incluindo os fósseis, são bens da União.

"Assim que tivemos notícia do leilão, instauramos procedimento investigatório criminal para apurar o caso e acionamos as autoridades alemãs. Os sites foram retirados do ar, mas, antes disso, conseguimos preservar todas as provas e formalizamos o pedido de repatriação do material, que tem grande valor científico para o Brasil", explicou o procurador da República responsável pelo caso, Rafael Rayol.

Antes do pedido do MPF, foi feita uma análise para constatar a procedência dos fósseis, pela Universidade Regional do Cariri. Os especialistas atestaram que os fósseis eram nacionais de animais de viveram na região há mais de 120 milhões de anos.

"Ao observar as placas de calcário é clara a identificação da pedra Cariri, variando de tonalidade acinzentada a creme e amarelada, com pequenos fragmentos de algas e por vezes, detritos de manganês, configurando a característica típica desta rocha da Formação Crato, fartamente explorada nos municípios de Santana do Cariri e Nova Olinda, ambas no Estado do Ceará", detalha o documento da instituição.

Após essa confirmação e a identificação da responsável pelo leilão, o procurador da República solicitou ao Ministério Público de Kariserslautern, na Alemanha, a apreensão preventiva do material.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo