Cidade

11/06/2019 06:05 G1 MT

Ex-deputado de MT é exonerado do cargo de assessor especial da Presidência da República

O ex-deputado federal Victório Galli (PSL) foi exonerado do cargo de assessor especial da Presidência da República, pelo qual recebia mensalmente R$ 16,2 mil.

Conforme Galli, a exoneração já havia sido combinada e foi ele mesmo quem pediu para deixar o cargo porque será remanejado para outra função.

Galli foi condenado em março deste ano a pagar R$ 100 mil a título de danos morais coletivos devido às manifestações preconceituosas a homossexuais.

A ação civil, com pedido de liminar e indenização por danos morais coletivos, foi proposta pela Defensoria Pública de Mato Grosso, que pretendia que o então acusado, fosse proibido de se manifestar acerca da comunidade LGBT durante o trâmite da ação, bem como a condenação ao pagamento de indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 500 mil, em razão das constantes manifestações consideradas preconceituosas.

Segundo a decisão, em uma entrevista a uma rádio local, ele disseminou o ódio, inclusive com a utilização de personagens de desenhos animados.

No início deste mês, Galli solicitou o direito à defesa gratuita alegando não ter condições financeiras para arcar com as despesas da ação.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo