Cidade

18/06/2018 15:23

Educadores de Peixoto de Azevedo fazem paralisação nesta quarta (20)

Os/as profissionais da Educação da rede municipal de Peixoto de Azevedo (a 692 km de Cuiabá) realizam um dia de paralisação nesta quarta-feira (20.06) pelo cumprimento do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) que garante a equiparação salarial para professores/as e funcionários/as, e que tem sido desrespeitado pela Prefeitura. Os educadores e as educadoras realizam um ato às 8 horas na praça em frente à Prefeitura e não descartam a possibilidade de greve.

 

A diferença salarial entre professores/as e funcionários/as (que não deveria existir) chega a R$ 250 para os/as profissionais com curso superior. Nos últimos anos os reajustes salariais aplicados são diferentes para os diferentes cargos da carreira. Outro ponto de reivindicação é o enquadramento dos/as profissionais com o Profuncionário (formação em nível técnico para funcionários oferecido pelo Ministério da Educação) para assegurar os vencimentos compatíveis com a formação.

 

“Desde o ano passado tentamos negociar com a Prefeitura e essa é uma paralisação de advertência para que sejam respeitados os direitos dos educadores e educadoras. Caso não sejamos atendidos, não está descartada a greve”, afirma o presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), Marcos Monteiro de Farias.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo