Cidade

18/06/2018 15:23

Educadores de Peixoto de Azevedo fazem paralisação nesta quarta (20)

Os/as profissionais da Educação da rede municipal de Peixoto de Azevedo (a 692 km de Cuiabá) realizam um dia de paralisação nesta quarta-feira (20.06) pelo cumprimento do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) que garante a equiparação salarial para professores/as e funcionários/as, e que tem sido desrespeitado pela Prefeitura. Os educadores e as educadoras realizam um ato às 8 horas na praça em frente à Prefeitura e não descartam a possibilidade de greve.

 

A diferença salarial entre professores/as e funcionários/as (que não deveria existir) chega a R$ 250 para os/as profissionais com curso superior. Nos últimos anos os reajustes salariais aplicados são diferentes para os diferentes cargos da carreira. Outro ponto de reivindicação é o enquadramento dos/as profissionais com o Profuncionário (formação em nível técnico para funcionários oferecido pelo Ministério da Educação) para assegurar os vencimentos compatíveis com a formação.

 

“Desde o ano passado tentamos negociar com a Prefeitura e essa é uma paralisação de advertência para que sejam respeitados os direitos dos educadores e educadoras. Caso não sejamos atendidos, não está descartada a greve”, afirma o presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), Marcos Monteiro de Farias.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados a Gund e Caldas LTDA ME - Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo