Cidade

11/06/2018 06:53

STF manda para Justiça comum inquérito contra deputado de MT

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), declinou de competência num inquérito contra o deputado federal Ezequiel Fonseca (PP). O procedimento investiga esquema de corrupção envolvendo gráficas em Mato Grosso.

O caso não se enquadra nos requisitos estabelecidos para a fixação da competência do Supremo para processamento e julgamento de parlamentares. No caso de deputados federais, o foro por prerrogativa de função no STF fica restrito aos crimes comuns cometidos após a diplomação e relacionados ao cargo.

O Ministério Público Estadual (MPE) apontou que o deputado recebeu um cheque de R$ 35 mil proveniente da Defanti Gráfica e Editora, por meio da conta bancária de sua cunhada, Rosilene de Fátima Basso, em outubro de 2012. Rosilene também é investigada.

Por conta da prerrogativa de foro enquanto deputado federal, a denúncia contra Fonseca e sua cunhada estava sob responsabilidade do STF, que abriu investigação em 25 de agosto de 2016.

A “Máfia das Gráficas” supostamente agia sob o comando do então presidente da Assembleia, José Riva, que ordenava a realização do esquema por meio de licitação.

Em seguida, o então secretário-geral do Poder, Luiz Márcio Pommot, coordenaria o suposto esquema, que seria operado pelo empresário Jorge Luiz Defanti.

Era ele, segundo o MPE, quem definia os futuros vencedores de cada lote do pregão, a partir de propostas de preços pré-determinadas, junto a outros empresários do ramo gráfico que participavam do esquema.

Do dinheiro recebido, os empresários devolveriam ao então deputado Riva 75% do valor, ficando apenas 25% restantes.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo