Cidade

13/12/2017 06:01 Folha do Progresso

Motoristas sofrem precaridade na BR-163 entre Novo Progresso e Moraes Almeida

A maioria dos motoristas que trafegam pela rodovia BR-163 no Pará estão ansiosos para que o exército resolva a precariedade da rodovia para que eles possam retomar o caminho até o porto de Miritituba. São mais de 8 anos de estagnação da rodovia com investimentos sem resultados [a situação é catastrófica]. Bastou as primeiras chuvas para deixar intransitável a rodovia federal BR-163, no Estado do Pará.

Nesta segunda-feira (11) o caos foi formado no trecho de responsabilidade do Exército Brasileiro, centenas de caminhões tiveram que parar no trecho sem pavimentação da rodovia. Uma fila de caminhões se estendeu a mais de 30 quilômetros pela BR, em sua maioria são caminhões que transportam carga de grãos [soja e milho] do estado do Mato Grosso até o porto de Miritituba e Santarém no Pará.

A reclamação dos motoristas é sobre o sofrimento, eles têm que ficar parado por horas e muitos dormem no caminhão sem alimentação. Os motoristas fecharam a rodovia em fila de três caminhões, ninguém passou. “O pior está por vir” relatou o caminhoneiro em vídeo, comparando o caos de janeiro/fevereiro de 2017 com o próximo ano. Ele fez um vídeo para mostrar o caos e postou no grupo de WhatsApp.

O local que impede o trafego tem uma extensão aproximada de pouco mais de 10 quilômetros, o Exército está no local, mas não consegue deixar a rodovia trafegável devido o volume de chuva.

 


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados a Gund e Caldas LTDA ME - Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo