Brasil

06/10/2018 06:19 ESPN.com.br

Flamengo encerra jejum de sete anos, bate o Corinthians com dois de Paquetá e sobe para 3º

Flamengo não vencia um jogo como visitante na cidade de São Paulo desde 2011. E esse incômodo jejum chegou ao fim nesta sexta-feira, quando a equipe bateu o Corinthians por 3 a 0 em Itaquera e, de quebra, ainda se aproximou dos líderes do Campeonato Brasileiro.

O primeiro gol da partida foi marcado por Lucas Paquetá, de cabeça, após cobrança de escanteio de Vitinho do lado direito. O segundo também veio após um escanteio. E foi quase um replay, só que do lado esquerdo. Vitinho bateu, Uribe disputou com a zaga e a bola sobrou novamente com Paquetá, que acertou chute forte para fazer 2 a 0. Nos acréscimos, Renê ainda teve tempo de fazer o terceiro e fechar o placar.

A vitória foi a primeira do rubro-negro sob o comando de Dorival Júnior, contratado pelo clube após a demissão de Maurício Barbieri depois da eliminação da Copa do Brasil justamente para o time paulista.

Com o resultado, o Corinthians continua estagnado no meio da tabela do Brasileirão, com 35 pontos, na 9ª colocação. Já o Flamengo deu um pulo, passando do 5º para o 3º lugar, agora com 52 pontos, apenas um a menos que o líder Palmeiras.

Agora, enquanto os paulistas focam suas forças na decisão da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, na próxima quarta-feira, os cariocas já pensam no clássico com o Fluminense, apenas no dia 13 de outubro.

O JOGO

O jogo começou na Arena Corinthians com o time paulista buscando pressionar a saída de bola do adversário e sair rapidamente quando roubava a bola. Um lance emblemático, por sinal, deu o tom do que seria aquela dinâmica: após ficar por quase um minuto com a bola no ataque, o Flamengo perdeu e Jadson puxaria contra-ataque, mas sofreu falta dura de Léo Duarte. Sem cartão para o flamenguista, o juiz deu liberdade para que diversas faltas desse tipo fossem cometidas.

Com as saídas rápidas prejudicadas pelas infrações (cometidas pelos dois lados, por sinal), o duelo viu os visitantes buscarem o jogo sempre com Vitinho, pelo lado esquerdo. O ponta levou vantagem no duelo individual sobre Gabriel, mas não conseguiu dar prosseguimento aos lances quando encarava Ralf pela frente. A melhor chance, portanto, saiu em uma bola parada, quando o atacante bateu raspando à trave de Cássio.

O mesmo Vitinho quase abriu o placar quando Éverton Ribeiro, que circulou muito bem entre os lados direito e esquerdo, roubou a bola de Romero e entregou para o companheiro. Vitinho cortou para o meio e bateu no canto oposto, mas acabou mandando por cima do gol de Cássio. Alguns minutos depois, após escanteio batido pela esquerda, Uribe subiu bem na primeira trave e desviou também por cima da meta adversária.

O Corinthians, que conseguiu esfriar a pressão adversária depois desse lance, quase conseguiu ir para o intervalo com um gol de vantagem. Willian Arão, de forma até displicente, errou na saída de bola e deixou Mateus Vital cara a cara com César. O armador dominou, a bola subiu e ele chutou forte, em cima do goleiro rubro-negro. Na sobra, Jadson rolou para Douglas e o volante canhoto bateu no canto direito para outra boa intervenção do arqueiro.

O Flamengo voltou para o segundo tempo disposto a transformar a sua maior posse de bola em gols rapidamente. Com o time todo postado no campo de ataque e o zagueiro Rever mostrando boa qualidade na hora de criar os lances, os rubro-negros empurraram o rival para o entorno da sua área, apostando na pressão constante para abrir espaços. E eles apareceram nas bolas paradas.

Em cobrança pela direita, Lucas Paquetá subiu mais alto que toda a defesa adversária e cabeceou no canto esquerdo. Cássio ainda tentou saltar para buscar a defesa, mas a bola morreu no fundo do seu gol. O técnico Jair Ventura tentou dar uma resposta imediata ao tento sofrido mandando a campo Pedrinho na vaga de um inoperante Clayson. Pouco depois, no entanto, o Alvinegro recebeu o baque fatal.

Depois de mais uma boa jogada de Vitinho pela esquerda, a bola saiu pela linha de fundo. Na primeira cobrança de escanteio a zaga afastou. Na segunda, porém, nenhum dos corintianos conseguiu ser efetivo na hora de afastar o perigo, Paquetá parou a bola com o corpo e, mesmo adiantando demais a redonda, teve tempo para armar um chute forte e vencer outra vez o goleiro Cássio na fria noite de Itaquera.

Jair colocou seu time todo à frente, sacou os volantes Ralf e Douglas e mandou a campo a experiente dupla formada por Danilo e Emerson Sheik, buscando um gol ao menos para amenizar o revés. O resultado, no entanto, foi mais um gol do adversário. Rodinei puxou contra-ataque nos acréscimos e cruzou rasteiro para Renê. O lateral parou em Cássio na primeira oportunidade, mas conseguiu fazer o gol na sequência.

FICHA TÉCNICA 
CORINTHIANS 0 X 3 FLAMENGO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data: 5 de outubro de 2018, sexta-feira

Horário: 21h (de Brasília)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Assistentes: Luciano Roggenbaum (PR) e Luiz Souza Santos Renesto (PR)

Público: 41.693 pagantes

Renda: R$ 1.381.719,00

Cartões amarelos: Romero, Henrique (Corinthians); Cesar (Flamengo)

Gols: Lucas Paquetá, aos 15 e aos 21, e Renê, aos 47 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio, Gabriel, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf (Danilo), Douglas (Emerson Sheik), Ángel Romero, Jadson e Mateus Vital; Clayson (Pedrinho) Técnico: Jair Ventura

FLAMENGO: Cesar; Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro (Rodinei) e Vitinho (Piris da Motta); Fernando Uribe (Geuvânio) Técnico: Dorival Júnior


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo