Brasil

13/03/2018 09:33 Reuters

Aço: Brasil estuda medidas coletivas com outros países, diz OMC

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC)Roberto Azevêdo, afirmou nesta segunda-feira, 12, após se reunir com o presidente Michel Temer, que o governo brasileiro não deve, ao menos por ora, recorrer à entidade para questionar a decisão do presidente dos Estados UnidosDonald Trump, de sobretaxar importações de aço e alumínio.

Segundo Azevêdo, o Brasil busca chegar a uma entendimento com outras nações para tomar uma decisão coletiva em relação aos EUA. 

“Pelo que pude depreender, o governo brasileiro está em contato com outros países que podem ser afetados por essas medidas para estudar quais alternativas seriam mais adequadas do ponto de vista brasileiro e até coletivo. Eu não sei se há uma determinação neste momento de recorrer ao mecanismo de solução de controvérsias da OMC”, disse Azevêdo a jornalistas.

Azevêdo afirmou que o governo brasileiro “não exclui” a possibilidade de pedir a arbitragem da OMC, mas busca outras alternativas de solução do conflito.

O diretor-geral da OMC afirmou que, no momento, se está no início das articulações. “Acho que nós estamos em um primeiro momento da rodada de negociações e espero muito que esse entendimento frutifique e que nós consigamos evitar uma situação de quiproquó”, disse, ao observar que uma escalada de retaliações seria difícil de reverter.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo