Artigos

24/08/2020 16:51

Impactos da pandemia no mundo do trabalho

*Irajá Lacerda

A crise de saúde pública que se abateu sobre o planeta devido ao novo coronavírus trouxe perdas devastadoras para a humanidade. Alguns países que não foram tão afetados pela pandemia conseguirão superar os problemas econômicos e sociais em menor tempo, entretanto, países como o Brasil, terão muitos desafios pela frente. Entre os principais está o mundo do trabalho, um dos mais afetados nesse período.

De um dia para o outro, milhões de trabalhadores se viram sem renda devido às restrições de isolamento e distanciamento social impostas para reduzir o contágio da doença. Um relatório da Organização Mundial do Trabalho revelou que durante o segundo trimestre deste ano, a América Latina foi a área mais atingida, com a perda de 47 milhões de postos de trabalho em tempo integral.

No Brasil, o desemprego já estava alto no primeiro trimestre deste ano, e a pandemia intensificou esse problema. A edição semanal da PNAD Covid-19 do IBGE revelou que pelo menos três milhões de pessoas ficaram sem trabalho devido à pandemia. A taxa de desocupação chegou a 13,7% na quarta semana de julho, atingindo 12,9 milhões de pessoas.

No mês de maio, uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) já mostrava que 77% dos brasileiros estavam com medo de perder o emprego como resultado da retração da economia. O estudo também indicou que 40% dos brasileiros tiveram perdas na renda desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Esses dados evidenciam que nunca, em tão pouco tempo, houve um impacto tão intenso no emprego dos trabalhadores. E quem não foi impactado pela perda do trabalho, pode ter feito parte da estatística dos que tiveram sua renda reduzida. A renda média dos mato-grossenses, por exemplo, ficou 8% menor no mês de julho, conforme levantamento do IBGE. 

E todo esse cenário remete à realidade vivenciada pelas empresas. Desde o início da pandemia, 716 mil empresas fecharam as portas, segundo a pesquisa Pulso Empresa (IBGE), publicada em julho. Do total de negócios fechados temporário ou definitivamente, quatro em cada 10, ou seja, 522 mil, afirmaram que a situação ocorreu devido à pandemia.

Com o fechamento de milhares de empresas, o Brasil reduz a sua capacidade produtiva. Os reflexos da pandemia acabam empurrando a economia para uma forte recessão e a intensidade desse agravamento dependerá da efetividade das medidas emergenciais adotadas pelos governos.

*Irajá Lacerda é advogado, presidiu a Comissão de Direito Agrário da OAB-MT e a Câmara Setorial Temática de Regularização Fundiária da AL-MT. E-mail: irajá.lacerda@irajalacerdaadvogados.com.br


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo