Agronegócios

12/03/2021 04:32

Distribuição de alimentos a estudantes beneficia agricultores familiares em MT

Por causa da pandemia e com a suspensão das aulas presenciais como prevenção, agricultores familiares de Porto Alegre do Norte (1.125 km a Nordeste de Cuiabá), estão entregando produtos para o Programa Nacional de Merenda Escolar (PNAE) com a finalidade de atender alunos das escolas públicas de educação básica. No município, as famílias dos estudantes estão recebendo o kit contendo frutas, legumes, verduras e ovos. Participam do programa quatro agricultores familiares.

O técnico em agropecuária da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Kássumo Ferreira Araújo Alves, fala que a participação de produtores familiares no PNAE é de extrema importância para o desenvolvimento da economia local, diversificação da produção, da renda e fortalecimento da agricultura familiar. O Secretário Municipal de Agricultura, Pedro Inácio Nunes Lima Neto em parceria com os técnicos da Empaer desenvolve ações de incentivo e técnicas de produção para garantir periodicidade e qualidade dos gêneros alimentícios produzidos no campo.

Para que esses alimentos pudessem chegar à mesa dos estudantes, o governo federal autorizou Estado e municípios, ainda no início da pandemia, a entregarem os produtos adquiridos para os estudantes. O agricultor Julião Alves Piagem, proprietário da Estância Araguaia, localizada no Assentamento Rural Piracicaba, foi o primeiro agricultor do município a entregar para o programa. Ele comercializa mandioca e vai entregar aproximadamente 1.300 quilos de mandioca descascada e congelada.

No Sítio Canoeiro, no Assentamento Fartura, o produtor José Maria da Costa, programou entregar para a merenda escolar estadual 243 dúzias de ovos. O agricultor Samuel Carlos de Oliveira Neto, empolgado com a oportunidade de escoar a produção, iniciou o cultivo de milho verde irrigado com a intenção de produzir o ano todo. Proprietário da fazenda Morada de Deus, localizada no Assentamento Uirapuru, comprometeu-se em entregar em média 2. 472 quilos de produtos, sendo 111 quilos de milho verde in natura, 228 quilos de abobrinha verde, 1.800 quilos de banana nanica, 148 quilos de beterraba e 185 quilos de quiabo.

O produtor rural Paulo Henrique Carlos de Oliveira, possui o cultivo de maracujá e comercializa o produto in natura e em polpa. Tudo isso é feito na Fazenda Triunfo, que possui um pomar com 600 plantas da fruta. Para o Programa de Alimentação Escolar vai entregar 1.761 quilos de diversos produtos tais como, 82 quilos de maracujá in natura, 451 quilos de couve, 237 quilos de cebolinha, 24 quilos de coentro, 579 quilos de abóbora cabotiá, 294 quilos de banana da terra e 94 quilos de maxixe.

Conforme Kássumo, para participar do PNAE o produtor precisa ter em mãos o instrumento de identificação do agricultor familiar para acessar o crédito rural, a DAP – Declaração de Aptidão do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). A Empaer emite a DAP, que significa a comprovação de enquadramento do produtor como agricultor familiar. O documento facilita a comercialização dos produtos agrícolas e os recursos financeiros repassados pelo programa. Terão prioridade assentamentos da reforma agrária e comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo